Marvel Apresenta 42 [Resenha]

“Essa edição de Marvel Apresenta foi publicada em 2009, então porque você está resenhando ela agora,  em 2011?”, você me pergunta.

E eu calmamente respondo: “Eu tive a ideia de resenhar ela depois de ler essa notícia, então aproveita aí, por que essa HQ é boa mesmo!”.

Bem, voltando à resenha propriamente dita, vamos começar com uma crônica. Lá estava eu no ano de 2009 (tô mesmo enfatizando muito que essa HQ é de 2009, vou parar agora), em uma banca de revistas e me deparo com uma propaganda em outra revista da Marvel que dizia: “A nova equipe de heróis…”.

E logo fui correndo tentar achar a revista à que essa propaganda se referia, pois pra qualquer leigo em HQs como eu era (e ainda sou, pois muita parte do que eu sei hoje são de coisas que li na internet e filmes de Heróis) o universo infinito delas é algo que desanima a ler HQs “soltas”, pois não entenderíamos nada, então uma “nova equipe” que acabou de ser formada era algo muito interessante.

E como eu gostei de ler ela na época, curti muito! E reli ela recentemente pra fazer essa resenha, e gostei ainda mais!

A sinopse é a seguinte: Depois de vários golpes que o Universo levou recentemente, o Senhor das Estrelas decide formar uma equipe pra proteger ele contra mais um ataque. Só o que a equipe é formada por pessoas que não têm nada em comum.

E é nisso que essas seis primeiras histórias focam: a tentativa de manter essa equipe unida. Os dramas pessoais dos personagens são amplamente explorados nas histórias, o que é uma grande característica da Casa das Ideias.

Também tem muito humor presente nela, muito dele devido ao Rocky Racum, que se tornou um dos meus personagens de histórias em quadrinhos favoritos. Sério, não tem como não rir do guaxinim falando “eu não confio em animais falantes”.

Um recurso que eu achei bacana nessas histórias é que tem uma espécie de comentário de cada integrante sobre como foi a missão, que é usado pra dar explicações aos leitores, e até mesmo como recurso humorístico.

As histórias têm um tema de rasgos no espaço-tempo, e o roteiro até brinca com isso chamando de algo complicado, mas na verdade isso é apresentado pra nós leitores de uma forma simples.

E esse tipo de história do espaço-tempo se distorcendo sempre é legal. Duvido que você não ficará curioso quando ler coisas como “esse não é o futuro certo” nas histórias dos Guardiões.

Então ficam registradas aqui minhas impressões sobre essa que se tornou uma das minhas equipes favoritas da Marvel, e fico aqui na esperança de que aquele filme seja mesmo feito.

Anúncios

2 comentários em “Marvel Apresenta 42 [Resenha]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s